Skip to content

10 empresas fundadas por latinx levando as fintechs rumo ao futuro

Blog

outubro 4, 2022 | Jonathan Pryer

Comemorando o mês da herança hispânica #MêsDaHerançaHispânica

A América Latina tornou-se um polo de inovação, especialmente para fintechs. Desde 2018, o número de fintechs na região cresceu 112% e quase um quarto de todas as fintechs que operam globalmente foram fundadas na América Latina, segundo o Banco Interamericano de Desenvolvimento. O número de unicórnios tem crescido rapidamente (quase 50 desde o terceiro trimestre de 2022), pois seus fundadores levantaram bilhões em investimentos de capital de risco. Somente em 2021, mais de USD 15 bilhões em financiamento foram obtidos, a maioria foi para as fintechs.

Grande parte da inovação proveniente da região contempla a inclusão financeira — um pouco mais um quarto da população ainda sem conta bancária ou com acesso limitado ao sistema bancário e as economias ainda dependem em grande parte de dinheiro. Entretanto, os avanços para a inclusão financeira acabam por melhorar o acesso a serviços financeiros para todos nós.

Resumindo, fundadores latinos e hispânicos estão ajudando a definir o futuro das fintechs em todo o mundo. É por isso que, neste Mês da Herança Hispânica, destacamos dez exemplos excepcionais de fintechs pioneiras fundadas por visionários latinos e hispânicos.

  • Belvo (Fundadores: Pablo Viguera, Oriol Tintoré) – A Belvo é uma solução de open banking com a missão de unir usuários e empresas por meio de dados financeiros, apoiando a criação de novas experiências financeiras inclusivas em toda a América Latina. O extenso alcance de suas integrações aumenta a eficiência e preenche as lacunas entre operadores históricos e novos concorrentes no Brasil, Colômbia e México, apoiando testes de uso como empréstimos, tecnologia imobiliária e muito mais.
  • Bitso (Fundadores: Ben Peters, Daniel Vogel, Pablo Gonzalez) – A Bitso é uma exchange de criptomoedas latino-americana com alcance global e foco no desenvolvimento do ecossistema de criptomoedas da América Latina. Eles permitem que os usuários comprem e vendam 45 criptomoedas diferentes, bem como negociem, façam depósitos e transfiram fundos P2P, local ou internacionalmente. A Bitso possibilita transferências de dinheiro entre mais de 80 países e opera na Argentina, Brasil, El Salvador e Colômbia, juntamente com seu berço no México, onde a empresa intermediou bilhões de dólares em remessas de criptomoedas dos EUA.
  • Brex (Fundadores: Henrique Dubugras, Pedro Franceschi) – A Brex é uma plataforma de gestão de finanças corporativas sediada nos EUA, fundada por expatriados brasileiros. Ela capacita empresas em expansão com produtos financeiros como banco digital, cartões corporativos, soluções de gestão de gastos, monitoramento de despesas e muito mais. A plataforma da Brex apoia equipes globais com diferentes moedas locais e seus cartões são aceitos em mais de 100 países.
  • Crediverso (Fundadores: Charlie Hernández) – A Crediverso é um aplicativo de gestão de dinheiro que se apresenta como o “primeiro serviço bancário feito especificamente para famílias latinas”. Eles pretendem trazer mais usuários hispânicos e latinos nos EUA e no exterior para o sistema financeiro formal com uma plataforma bilíngue simplificada. A Crediverso procura ganhar a confiança da comunidade por meio de educação, ferramentas de gestão de dinheiro e outros serviços financeiros.
  • dLocal (Fundadores: Andrés Bzurovski, Sergio Fogel) – A dLocal é uma facilitadora de pagamentos internacional para PMEs e startups, com foco em mercados emergentes. Os recursos incluem recebimentos, pagamentos, emissão local e gestão de fraude para empresas que têm bases de clientes globais com pagamentos em diferentes moedas. Sua plataforma elimina a complexidade dos pagamentos internacionais e, ao mesmo tempo, ajuda as empresas a se expandirem. Fundada no Uruguai, a dLocal agora opera na América Latina, África e Ásia.
  • Fintual (Fundadores: Agustin Feuerhake, Andres Marinkovic, Omar Larre, Pedro Pineda) – O Fintual é um aplicativo de gestão de patrimônio que ajuda as pessoas a economizarem e investirem automaticamente com taxas de comissão baixas. Com base nas preferências do usuário, a plataforma sugere fundos otimizados para equilibrar sua carteira e atingir seus objetivos. Operacional no Chile e no México, o Fintual traz uma reviravolta divertida ao investimento com nomes de fundos inspirados em atores, como Conservative Clooney, Moderate Pitt e Risky Norris. Para conhecer a opinião deles sobre o setor, bem como sobre educação financeira, confira a publicação, El Fintualist.
  • Kushki (Fundadores: Aron Schwarzkopf, Sebastian Castro) – A Kushki é uma plataforma de pagamentos digitais com a missão de conectar a América Latina por meio de pagamentos. Ao tornar mais fácil, barato e seguro para as empresas enviarem e receberem pagamentos digitais, a empresa espera ajudar seus clientes a crescerem mais rapidamente e impulsionar a economia digital. Eles também querem impulsionar a adoção de pagamentos digitais em uma região onde as transações em dinheiro ainda são as preferidas.
  • NovoPayment (Fundadores: Anabel Perez and Oscar Garcia Mendoza) – A NovoPayment é uma prestadora de serviços bancários com suporte à inovação financeira nas Américas em sua completíssima plataforma multimoeda. A fintech conecta os pontos entre operadores históricos e inovadores com produtos como banco digital, soluções de cartão e infraestrutura de pagamento. Com sede em Miami, eles têm escritórios no México, Colômbia, Peru, Chile e Equador.
  • Nubank (Fundadores: David Vélez, Edward Wible, Cristina Junqueira) – O Nubank é uma plataforma de banco digital com sede no Brasil líder em inovação financeira na América Latina. Atualmente, a empresa oferece serviços bancários e criptos para 70 milhões de clientes no Brasil, México e Colômbia. O Nubank já acelerou a inclusão financeira na região, emitindo os primeiros cartões de crédito ou abrindo contas bancárias para milhões de usuários anteriormente sem conta bancária ou com acesso limitado ao sistema bancário. 
  • SUMA Wealth (Fundadores: Beatriz Acevedo, Xavier Gutiérrez) – A SUMA Wealth é uma plataforma digital que se dedica a ajudar a comunidade latina a construir e sustentar riqueza por meio de ferramentas financeiras, mídia digital e experiências virtuais. Seu objetivo final? Eliminar a lacuna de riqueza latina – nos EUA hoje, há uma diferença de riqueza de $ 153K entre lares latinos/hispânicos e lares brancos. Os três principais pilares da Suma são engajar, educar e capacitar, combinando conhecimento, apoio e ação para alcançar a inclusão financeira da comunidade latina.

É muito claro que as fintechs fundadas por latinos e hispânicos ajudam a impulsionar a transformação, não apenas na inclusão financeira, mas na maneira como consumimos serviços financeiros em escala global. Da aceleração da economia digital à conexão das economias globais, essas empresas estão tornando mais fácil para pessoas e empresas gerenciar seu dinheiro e participar do sistema financeiro com confiança.

Empresas inovadoras como essas podem alcançar mais pessoas do que em qualquer outro momento com a tecnologia de decisão alimentada por IA. Com decisões, dados e IA em uma solução unificada, você pode assumir ideias arriscadas sem assumir riscos financeiros maiores.